No último vídeo falei da paciência, da importância de sermos pacientes em nosso caminho de evolução e de sairmos do imediatismo.

Usei como exemplo os nossos antepassados, que plantavam e colhiam seu alimento, e na paciência que era demandada para que eles vissem o resultado do seu trabalho.

Muitas pessoas têm a concepção errada sobre paciência. A paciência não é inação, inércia, passividade, comodismo. 

Paciência é fé com ação, é confiar no fluxo da vida, que está sempre nos apoiando. 

 “A borboleta pra nascer não precisa de um milagre, precisa de um processo.”

Desconheço a autoria da frase, mas pra mim ela faz todo sentido. 

Será que estamos caminhando com a constância e a paciência necessárias para vermos nosso trabalho (interno – autoconhecimento e evolução -,  e externo – nossas metas, sonhos e anseios) dando frutos? Será que estamos fugindo dos processos necessários para que os resultados apareçam, esperando que as coisas aconteçam da noite pro dia?

Será que não temos acrescentado muita ansiedade ao adotarmos essa postura?

Pense nisso!

Espero que gostem da mensagem! Eu gravei ela com muito amor pra vocês.

Um forte abraço e até o próximo episódio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *